quarta-feira, 6 de abril de 2011

"Platônico até pode ser. Não é normal o que sinto por você!"


O termo Platônico é proveniente do nome do filósofo grego Platão, apesar de não ser utilizado à filosofia do mesmo. É designado a algo praticamente impossível de se realizar.
O amor platônico é um amor à distância, que se constrói de ilusões, fantasias e idealizações. Que não se aproxima, não se concreta, não envolve, apenas se sente por quem o senti sem reciprocidade. Aparentemente o amor se distancia da realidade, por ser idealizado tão perfeito, que foge para o “mundo dos sonhos” e mais fantástico que qualquer paraíso.
Frequentemente ocorre na fase da adolescência e no inicio da fase adulta, é mais comum em pessoas tímidas, introvertidas ou solitárias, que sentem dificuldade de se expressar ou demostrar seus sentimentos. Muitas vezes a pessoa amada pode nem existir é outra característica do amor platônico, prova de que a idealização é tão extrema que foge do concreto e vai para o abstrato.
Em músicas o amor Platônico é sempre abordado, seja em seu enredo central ou até mesmo citado. O titulo desta postagem, por exemplo, é um trecho da música “Platônico” da banda Fake Number que pode definir isso. Mas, também vários gêneros musicais abordam esse tema em suas letras: Legião Urbana, Kim, Mc Marcinho, Roberta Miranda, entre outros.
O resultado disso é uma vida solitária sem realizações e emoções, as pessoas que amam dessa maneira se privam de dividir sonhos com o outro e muitas vezes não enxergam os sentimentos de outros por ele.