quarta-feira, 22 de junho de 2011

Angústia consome em uma forte sensação


O maior sentido da vida é proporciona o direito de sentir e passar emoções através de palavras, gestos, rabiscos, imagens, desenhos, entre outras formas. O amor, por exemplo, nos trás imenso êxtase e ao mesmo tempo tristeza, por esta distante de quem ama.

Quando isso acontece a angústia consome em uma forte sensação psicológica, um aperto no coração, “abafamento", insegurança, falta de humor, ressentimento e uma dor interminável. A vontade de correr e rir ao lado de quem está apaixonado é totalmente substituída por fúria e rispidez. Parece que o coração para de bombear e fica cinza com um vazio interminável, o brilho nos olhos derrama em lágrimas, a garganta provoca um grito de desespero, a boca seca sem os beijos, os membros endurecem e secam.
O que pensar? O que fazer? Como agir? Como encarar a distancia? Como extrair essa sensação? E finalmente a questão mais abstrata e irrespondível: pra que isso acontece? Perguntas atormentam e não a resposta. O que faz se torna mais confuso enxergar que cor é angustia com o que se parece, para que serve. O que se sabe da angústia que é um passo após o abismo e centímetros para a morte.