sábado, 14 de março de 2015

Misto Quente - Bukowski

Bukowski realmente consegue pegar nas feridas da sociedade, trazendo questionamentos como o que é liberdade? O que é senso de justiça e de como os Homo sapiens podem ser meras "merdas boiantes" com toda sua pretensão e hipocrisia.

Neste texto Bukowski relata a história de Henry Chinaski, um menino que cresceu com um pai agressivo e autoritário e uma mãe passiva a tudo, tendo traços autobiográficos, Bukowski parte da perspectiva em que as pessoas são injustas, que a vida é injusta com ele.

Neste conto, o mundo e a injustiça social prevalece e é muito mais complexa do que podemos pensar. Apesar de nascer com uma natureza forte, os pais influenciaram em suas atitudes, carregadas ao longo de sua vida onde uma delas foi aprender como anestesiar a dor. Bukowski desenvolveu o livro em pequenos capítulos, instigando a ler mais e mais (vou ler só mais um pouco já que o capitulo é pequeno) fazendo você ler 100 páginas em um dia. Ele faz você rir, pensar em como a vida é complicada, chorar e ficar com raiva das injustiças. Ele escreve de maneira verdadeira, sem palavras trabalhadas:

" - [...]Uma sociedade correta, e todos aqueles que procuram pelo sonho ao final do arco-íris irão encontrar...

- [...] Um cú preto e cabeludo - sugeri"

Escrevendo sobre a vida dele e sua criação, de como foi difícil o período da escola, sua pobreza e de como seu pai queria ser rico, sua experiência na faculdade e de sua personalidade difícil com outrem. Sua escrita se torna chocante a partir do momento das palavras ásperas, reais, em que ele expressa sobre a sociedade, de como elas pisam nos outros e não dão a mínima para isso.

"Não existem guerras boas nem más. A unica coisa ruim a respeito de uma guerra é perdê-la. Todas as guerras foram lutadas por uma pretensa Boa Causa, reivindicada por ambos os lados. Mas apenas a causa do vencedor se torna a Causa Nobre para a história. Não é uma questão de quem está certo ou errado, é uma questão de quem tem os melhores generais e o melhor exército".

Em alguns momentos, Bukowski deixa hiatos em seu texto, deixando o leitor curioso para saber o que deve ter acontecido no final deixando todo o resto ser levado pela sua imaginação. Recomendo iniciar as leituras sobre Bukowski por este livro pois você consegue conhecer quem é o autor, como a vida moldou suas atitudes, tendo assim, base para continuar os próximos livros.