domingo, 17 de maio de 2015

Rô Reyes - Reflexões sobre a sexualidade e agressividade na escola.

Um livro bem sintético e relativamente pequeno [digo isso porque algumas pessoas acham livros de 200 páginas já grandes] onde a educação torna-se pauta principal. 

Reyes, Rô - Reflexões sobre a sexualidade e agressividade na escola.

Como se dá a inocência de uma criança? Será que uma criança é realmente inocente? Como avaliar as ações e características das crianças no dia-a-dia? Será que a agressividade deve ser repreendida?  Influenciada?  Avaliada?  Como deve ser esta avaliação?
  O diálogo entre a família, escola e aluno deve ser apresentada de forma aberta e de avaliação. Como deve ser a relação de poder professor-aluno-família? Na escola, como deve ser a convivência de cada criança com os pedagogos e psicólogos? Relatando de forma sucinta sobre a vivência e a convivência nas escolas. A autora Rô mostra situações em que a criança não é compreendida da maneira correta e, em alguns casos, a repreensão do seu ato, acarreta situações psicológicas complicadas para seu futuro.

A família é um aspecto importante de formação das ações da criança porém, a escola tem um grande papel, pois é o lugar onde a mesma passa mais da metade do seu tempo.
"O ser humano é um homem bom, mas a sociedade o corrompe".
Mostrando citações de diversos autores da psicanálise e psicologia,  principalmente as citações de Freud. Essas citações são de livros,  revistas,  matérias,  entre outros. Tudo apresentação ligações com o assunto, colaborando para melhor desenvolvimento do assunto. 
Uma única coisa que falta no livro é o desenvolvimento do assunto de sexualidade mais abertamente, porém vale muito a pena. 
Portanto "Se a escola não pode ocupar um lugar de formação, fatalmente desaparecer como instituição".